Como fazer impulsionamento para a campanha eleitoral?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

É impossível fazer uma campanha eleitoral eficiente nas redes sociais sem impulsionamento ou anúncios. Sem o chamado tráfego pago, uma campanha eleitoral não tem volume e não rompe a bolha.

Isso porque, com as alterações das últimas décadas, o alcance orgânico, ou seja, gratuito, se tornou uma espécie de amostra grátis. Hoje, o Facebook entrega um conteúdo para menos de 10% dos seguidores de uma página.

Com o impulsionamento ou com anúncios, é possível atingir um determinado objetivo investindo uma quantia de dinheiro, como por exemplo, ampliar o alcance, engajamento e visualizações de vídeo.

Por exemplo, com apenas R$ 10 investidos em uma campanha com objetivo de Alcance é possível atingir 10 mil pessoas diferentes com seu conteúdo.

Mas engana-se quem acha que impulsionamento nas redes sociais para políticos é, simplesmente, ter dinheiro e fazer.

Desde junho de 2020, por conta dos escândalos de dados nas eleições americanas, o Facebook criou novas regras para anúncios políticos, eleitorais e temas sociais.

E essas regras não valem apenas para o período de campanha eleitoral, mas também fora dele, afinal, se a página não seguir essas diretrizes pode ter seu impulsionamento negado, suspenso, a conta de anúncios desativada ou até o banimento da fanpage.

Por isso, trago três passos básicos para você fazer anúncios na campanha eleitoral sem ter problemas:

Autenticação de perfil para impulsionamentos na campanha eleitoral

É necessário autenticar o perfil do gestor de anúncio, não da página, mas o perfil de quem vai gerenciar a página

O primeiro passo para poder fazer anúncios políticos e eleitorais é a autenticação do perfil do gestor de anúncios.

O que isso significa? Que a pessoa ou profissional que for fazer os impulsionamentos e é o dono, administrador e editor da página precisa provar ao Facebook que o seu perfil, seu usuário – e não a página – é de uma pessoa real.

Para fazer isso, deve entrar em www.facebook.com/id e fazer o processo de confirmação da identidade, com envio de documentos como a CNH ou RG do dono do perfil – não da página – e comprovar o endereço.

O Facebook leva até 48 horas para aprovar ou negar a autenticação do perfil.

Criação de rótulos para impulsionamento

Toda página de candidato ou político que for anunciar ou fazer impulsionamento precisa de um rótulo identificador de pagamento criado e registrado em seu nome e dados

O segundo passo para fazer impulsionamentos de conteúdos políticos ou para a campanha eleitoral é a criação de rótulos de identificação financeira.

Isso significa colocar um rótulo em todas as publicações impulsionadas com o nome e dados de quem pagou e é responsável por esse anúncio.

Todo o post feito por político, com tema política ou social, não só no período eleitoral, precisa ter rótulo.

Fora do período eleitoral, o rótulo deve ser o Pago Por, criado com dados pessoais do político dono da página, como Nome, CPF e endereço. No caso do utilizado na campanha eleitoral deve ser o rótulo Propaganda Eleitoral, criado com dados como Razão Social e CNPJ da campanha.

Em qualquer um dos casos, para criar um rótulo, é preciso ter site com domínio próprio do político (Ex.: www.josedasilva.com.br) e e-mail com domínio desse site (Ex.: contato@josedasilva.com.br). Sites genéricos, redes sociais ou e-mail gratuitos, geralmente, não são aceitos.

Os rótulos são criados abrindo a página ou fanpage do político, clicando no menu do lado esquerdo Configurações e selecionando a opção Anúncios de temas sociais, eleições ou política.

Depois de criar o rótulo, seguindo os passos que são intuitivos, o Facebook pode demorar até 48 horas para a aprovação. Depois de aprovado, você deve vincular as contas de anúncios que serão utilizadas com aquele rótulo.

Configuração da conta de anúncios de impulsionamento

O terceiro passo que você deve ter cuidado é na configuração da Conta de Anúncios que será utilizada no impulsionamento da campanha eleitoral.

Primeiro, a forma de pagamento deve ser por boleto, já que você vai precisar pagar os valores com a conta bancária de campanha.

O segundo ponto é que os dados inseridos na configuração da conta de anúncios deve ser o da Razão Social e CNPJ da campanha, afinal, são esses dados que irão aparecer na nota fiscal.

Ou seja, não adianta você usar a Razão Social e CNPJ no rótulo e nas configurações da Conta de Anúncios, esses dados não estiverem lá ou for outros, porque eles não serão inseridos na nota fiscal e você terá problemas na prestação de contas da campanha.

Por isso, entre em www.facebook.com/adsmanager e vá em Menu, depois, Configurações da Conta de Anúncios, depois, Dados da Empresa e Editar

Matricule-se no melhor curso do Brasil!

Como ganhar uma eleição com pouco dinheiro? 2.0 está com inscrições abertas!
Curso