Marketing Político: como acertar e não errar no seu?

Marketing Político é aquilo que é capaz de tornar uma pessoa, um candidato competitivo, capaz de convencer as pessoas com uma narrativa, se diferenciando do seu adversário dentro de um público ou eleitorado. Já falamos sobre isso aqui e qual a diferença dele para o Marketing Eleitoral.

Mas hoje, vamos falar sobre os grandes acertos e os grandes erros na hora da fazer Marketing Político. E principalmente, ensinar você a acertar mais do que errar em sua campanha eleitoral.

Pesquisa no Marketing Político

Primeiro, um bom marketing político começa por pesquisas. Sem elas, você não será capaz de entender as dores e os anseios do eleitorado que busca impactar.

Existem dois tipos de pesquisa: quantitativa e qualitativa. A quantitativa é feita por amostragem, com um número maior de pessoas, e por meio de perguntas específicas, um formulário, busca quantificar, de maneira objetiva, a opinião do eleitorado sobre diversos temas como avaliação de governo, problemas principais, rejeição e intenções de voto.

A qualitativa é feita com um número menor de pessoas, geralmente, com grupos específicos, que são sujeitos a assistirem peças publicitárias, responder perguntas, avaliar posicionamentos em temas e etc, de maneira subjetiva. É com esse tipo de pesquisa, por exemplo, que se descobre frases e palavras chaves que podem ajudar a nortear a campanha e quais sentimentos, por exemplo, um vídeo pode causar naquele eleitorado.

Se você não tem dinheiro para contratar uma empresa de pesquisas, comece com uma entrevista “diamante” e uma análise SWOT.

Entrevista “diamante” é uma entrevista de profundidade, geralmente, gravada, onde o candidato é submetido a uma série de perguntas, desde o início de sua trajetória, passando por carreira política, partidária, vida pessoal, escândalos, conquistas e etc, para colher o máximo de informações.

Já a análise SWOT, além do candidato, pode ser feita também com assessores, familiares, amigos e até adversários para tentar pontuar as Forças (S), Fraquezas (W), Oportunidades (O) e Ameaças (A). Forças são aquilo que o candidato tem de bom e positivo. Fraquezas são o que tem de ruim e negativo.

Oportunidades são as maneiras que a candidatura pode usar as forças do candidato, dentro do cenário existente, para construir ações que gerem efeitos positivos. Ameaças são as possibilidades que os adversários poderão ter de usar as fraquezas para prejudicar a candidatura.

Planejamento Estratégico na política

Depois de captar dados com a pesquisa, o momento é de construir o planejamento estratégico, que nada mais é que um documento, um guia que reúna informações de cenário e do candidato colhidas nas pesquisas, o desenho da estratégia geral, da narrativa macro da campanha, como isso será feito, quem cumprirá cada função, em qual prazo e quais os resultados esperados com isso.

Dentro de um planejamento estratégico é preciso ter um plano de ações, que inclui, por exemplo, o calendário editorial das redes sociais, mas também no impresso, eventos presenciais e etc.

Aqui em nosso canal já explicamos bem como começar o planejamento de sua campanha e 5 dicas para não errar na hora de fazê-lo.

Também recentemente disponibilizei uma aula online, completa, em meu YouTube, sobre como fazer um planejamento estratégico

Marketing Político nas redes sociais

Marketing Político é sonhar, mas também realizar. Não adiantar ter coletado os melhores dados e informações, ter traçado o melhor planejamento estratégico e ele não sair do papel.

Tempo é o ativo mais importante no Marketing Político. Quanto antes você começar o trabalho, mais cedo o eleitor compreenderá suas ideias e até se identificará com elas.

E sem dúvida, as redes sociais são, hoje, o caminho mais fácil para começar o seu.

Afinal, se você não pedir votos ou divulgar o número da urna, você pode iniciar seu Marketing Político quando quiser, criando conteúdos que mostrem o que você pensa, as dores do público, as soluções que você propõe, o que você já fez para essas pessoas e o que pretende fazer.

Aqui em nosso canal, já falamos diversas vezes sobre ideias de posts, os posts que mais funcionam, e também, como chamar a atenção nas redes sociais, afinal, sem chamar a atenção do eleitor, você pode ter as melhores propostas e opiniões. Ninguém vai parar para ouvir/ler você!

Inclusive, recentemente, também disponibilizei uma aula completa sobre produção de conteúdo para redes sociais de políticos e candidatos.

Tráfego pago para políticos

Outra vantagem do Marketing Político nas redes sociais é a possibilidade de, a qualquer momento, mesmo fora do período de campanha, de investir em tráfego pago para políticos.

Ou seja, você pode investir dinheiro para levar seus conteúdos e posts para mais pessoas e as pessoas certas.

Mas calma! Não é caro. Com apenas R$ 10, você pode atingir mais de 5.000 pessoas, bem mais barato que folhetos, santinhos e materiais impressos. Com a vantagem de poder escolher, de forma fácil, se quer entregar aquele post para homens ou mulheres, de quais idades, e em quais espaços, dias e horários.

Aqui no canal já falamos sobre como fazer tráfego pago para políticos e o que você precisa para seu impulsionamento.

Também recentemente liberei uma aula completa que explica todos os trâmites, passo a passo, com a tela do computador, só para você repetir os passos e não errar para fazer impulsionamento nas eleições.

Quer saber mais sobre Marketing Político?

Sou autor do método “Como ganhar uma eleição com pouco dinheiro? 2.0”, um curso com mais de dez horas de videoaulas sobre marketing político nas redes sociais, além de 300 páginas de artigos e livros para ensinar você a fazer sua campanha.

Com aulas online, você pode aprender passo a passo, desde a criação e gestão de redes sociais de políticos, criação de posts políticos e conteúdos para candidatos até as estratégias mais modernas de anúncios, impulsionamento e tráfego pago na política.

Na primeira edição, em 2020, mais de 120 alunos do curso tiveram sucesso e foram eleitos vereadores aplicando o que aprenderam nas aulas.

Se você também quer ter sucesso e aprender tudo o que é preciso para ser eleito com pouco dinheiro, faça sua inscrição pelo valor promocional de R$ 99,99. Não é mensalidade. É o curso completo e o melhor curso de marketing político do Brasil pelo melhor custo-benefício.

Para aprender gratuitamente, com dicas diárias e aulas completas sobre marketing na política, me siga no Instagram e inscreva-se no meu canal do YouTube

Matricule-se no melhor curso de Marketing Político do Brasil!

Como ganhar uma eleição com pouco dinheiro? 2.0 está com inscrições abertas!
Curso